Beto Carrero World Fecha Zoológico Tradicional Após 32 Anos

O parque multitemático Beto Carrero World, localizado em Penha, no Litoral Norte de Santa Catarina, anunciou nesta quinta-feira (27) o encerramento das atividades do setor “Mundo Animal”. Esse setor abrigou o tradicional zoológico por 32 anos. No entanto, os demais setores do parque, incluindo brinquedos e shows para todas as idades, continuam operando normalmente.

O parque explicou que a decisão visa o bem-estar dos animais, procurando proporcionar ambientes mais próximos de seus habitats naturais. Alex Murad, presidente do conselho administrativo e filho do fundador, afirmou que seu pai, Beto Carrero, tinha uma conexão especial com os animais e inspirou o parque a cuidar deles com amor e preservação. Ele reconheceu, contudo, que as gerações mudam.

Nos anos 1990, Beto Carrero viajava pelo país com seus animais, inicialmente nos circos que mais tarde originaram o zoológico. Com seus fiéis companheiros, o cavalo Faísca e o leopardo Marcos, ele ajudou a fortalecer a marca Beto Carrero. Em 2023, a plataforma TripAdvisor reconheceu o parque como o mais visitado da América Latina.

Conforme o comunicado, o parque está finalizando a transferência das últimas espécies. Os destinos dos animais são mantidos em sigilo, mas a empresa garante que os locais são confiáveis e os animais serão bem cuidados. Ao longo de três décadas, o parque chegou a abrigar 237 espécies e mais de mil animais. A decisão de fechar o zoológico foi tomada há alguns anos, e a transição já vinha ocorrendo gradualmente.

Atrações do Parque

Os setores do parque que incluem brinquedos e shows continuam a operar normalmente. O Beto Carrero World possui 14 milhões de metros quadrados, com 23% dessa área construída. O parque oferece atrações para todos os gostos, desde as mais radicais até as mais tranquilas.

Para quem gosta de emoção, o parque recomenda brinquedos como “Rebuliço”, “Big Tower”, “Fire Whip” e “Star Mountain”. A “Big Tower”, por exemplo, tem 100 metros de altura, equivalente a um prédio de mais de 30 andares, e sua queda alcança a velocidade de 120 km/h.

Para quem prefere atrações mais tranquilas, há opções como o “Madagascar Crazy River Adventure”, passeios de trem, fotos com personagens e a possibilidade de ver de perto diversos animais. Assim, o parque continua a oferecer uma experiência diversificada para todos os visitantes, mesmo sem o zoológico tradicional.