Dengue: 11 Plantas que Afastam o Mosquito

O estado de Santa Catarina já registrou mais de 115 mil casos prováveis de dengue, com 59 mortes relacionadas à doença, segundo dados da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive).

Evite a proliferação do Aedes aegypti, adote medidas preventivas!

Alternativas Além do Repelente

Além das medidas tradicionais, há outras formas de combate ao mosquito transmissor da dengue. O professor da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Enio Pedrotti, destaca 11 plantas que possuem propriedades repelentes naturais contra insetos. Essas plantas produzem óleos com odores que são desagradáveis aos insetos, afastando-os.

Veja quais são as plantas e suas características:

  1. Alecrim: Versátil, necessitando de solo seco e luz solar direta. Além disso, para seu cultivo ideal, é importante garantir uma boa drenagem do solo.
  2. Cravo-de-defunto: Cresce facilmente em solo menos fértil, no entanto, requer replantio anual para um desenvolvimento adequado.
  3. Citronela: Desenvolve-se bem em regiões tropicais e requer solo fértil, sendo sensível à geada.
  4. Funcho: Plantado por sementes em solo bem drenado, necessita de espaço para a raiz crescer e se desenvolver.
  5. Lavanda: Requer luz solar para desenvolvimento e solo úmido, porém sem excesso de água. É fundamental evitar o encharcamento.
  6. Louro: Apresenta crescimento lento e precisa de solo drenado, podendo ser cultivado em vasos ou diretamente no solo.
  7. Manjericão: Requer solo fértil e luz solar direta para crescer de forma saudável. Recomenda-se regar regularmente.
  8. Melissa: Cultivada em solo fértil e úmido, não tolera extremos de temperatura. Portanto, é importante protegê-la de temperaturas muito altas ou muito baixas.
  9. Orégano: Para o desenvolvimento adequado das folhas aromáticas, é essencial que receba luz solar direta e seja mantido em locais bem iluminados.
  10. Sálvia: Em regiões quentes, sua cultivação demanda sol direto para um crescimento vigoroso. Além disso, é fundamental garantir uma boa drenagem do solo para evitar problemas de umidade excessiva.
  11. Verbena: Devido ao seu porte reduzido, requer solo úmido e bem drenado para um crescimento saudável. Portanto, é necessário evitar o encharcamento do solo.
Importância das Medidas Tradicionais

É importante ressaltar que, embora essas plantas possam auxiliar na prevenção, não substituem completamente o repelente tradicional. A eliminação de criadouros de água parada e outras práticas preventivas continuam sendo fundamentais no combate ao Aedes aegypti.

Orientações da Vigilância Epidemiológica

A Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (Dive) reforça a importância de utilizar repelentes autorizados pela Anvisa e seguir corretamente as instruções de aplicação. Esses produtos não matam o mosquito, apenas repelem; portanto, é essencial também eliminar locais com água parada para evitar a proliferação do vetor.

Sintomas e Diagnóstico da Dengue

Os sintomas da dengue incluem febre alta, dores no corpo, nas articulações e atrás dos olhos, falta de apetite, dores de cabeça, além disso, manchas avermelhadas na pele. A doença não causa sintomas respiratórios, como coriza e tosse. Os exames clínico e de sangue confirmam o diagnóstico.