Conta de luz acima da inflação ,de onde vem o aumento?

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) projeta um aumento na conta de luz de 5,6% para 2024, acima da inflação estimada em 3,9% pelo mercado financeiro. A consultoria PSR prevê um aumento de 4% acima da inflação. Especialistas apontam três fatores principais que pressionam a conta de luz:

Conta de luz salgada para o consumidor
  1. Crescimento dos subsídios pagos pelos consumidores.
  2. Custos da contratação de energia.
  3. Investimentos em transmissão.

O ex-presidente da Empresa de Pesquisa Energética e diretor executivo da PSR, Luiz Barroso diz que “Subsídios e encargos são um bloco. A segunda parcela, que tem crescido muito, é energia, e a terceira parcela que está crescendo, mas vai crescer mais, são redes”,

Os subsídios, responsáveis por custear políticas públicas do setor e descontos na conta de luz de pessoas de baixa renda, representam 12,5% da conta de luz do brasileiro em 2024, totalizando R$ 32,7 bilhões. Além disso, o custo da contratação de energia varia entre os consumidores cativos e os livres.

Adicionalmente, o custo das redes, incluindo transmissão e distribuição, também afeta a conta de luz. As linhas de transmissão conectam as usinas às redes de distribuição, responsáveis por fornecer energia para residências e comércios. Essas são algumas das variáveis que devem deixar o aumento da Conta de luz acima da inflação em 2024