Dengue: Maioria dos estados brasileiros têm tendência de queda

O boletim divulgado nesta terça-feira (14) pelo Ministério da Saúde é otimista quanto à situação da dengue no Brasil. De acordo com o relatório, não há mais nenhum estado brasileiro com tendência de aumento de casos da doença. Enquanto Maranhão e Mato Grosso registram tendência de estabilidade de casos, todas as demais unidades da Federação apresentam tendência de queda.

Se espera que Maranhão e Mato Grosso também entrem em tendência de queda nas próximas semanas. Essa tem sido a tendência padrão durante a epidemia de 2024 no Brasil.

Atualmente, o país conta com 10 decretos de emergência por dengue em estados como Amapá, Distrito Federal, Espírito Santo, entre outros. A expectativa é que esses estados revoguem os decretos quando atingirem menos de 300 casos por 100 mil habitantes.

O boletim também revela que há 632 decretos municipais de emergência em vigor, e mais de 500 estão sendo revisados pelo Ministério da Saúde.

Apesar da tendência de queda da maioria dos estados, o Ministério da Saúde continuará repassando recursos, considerando que a epidemia pode durar de três a quatro meses em cada local.

Em 2024, o Brasil já contabiliza 4.797.362 casos prováveis de dengue, com uma média de 2.362,5 casos para cada grupo de 100 mil habitantes. Além disso, foram registrados 53.660 casos de dengue grave ou com sinal de alarme, com 2.576 óbitos confirmados e 2.628 em investigação.