Divisa de SC com PR deverá ser totalmente revisada

Após um morador descobrir uma “falha” na linha que divide Santa Catarina e Paraná, Santa Catarina ganhou quase cinco quilômetros quadrados de terra. Sandro, o morador, percebeu que a divisa nos mapas estava longe dos marcos originais definidos pelo Exército Brasileiro. Agora, toda a linha que divide SC e PR passará por revisão.

Sandro, que possui um terreno na divisa entre Guaratuba e Garuva, notou que as marcas definidas na década de 1910 após a Guerra do Contestado não coincidiam com os mapas. Ele solicitou a revisão, e seu terreno agora fica em território catarinense, explicou Amauri Simão Pampuch, diretor de Gestão Territorial do Instituto Água e Terra (IAT), órgão ambiental paranaense.

Revisão seguirá por todo o estado

Segundo Pampuch, a revisão agora seguirá por todo o território que divide SC e PR, de Garuva e Guaratuba até Dionísio Cerqueira e Barracão, cidades que fazem fronteira com a Argentina. Essa verificação foi concluída no mês passado.

O diretor do IAT destacou que a intenção é unificar a divisa entre os estados, criando um traçado único e reconhecido por todos, inclusive pelo IBGE. A imprecisão de mapeamento e questões de escala causam pequenas diferenças no traçado atual. O trabalho visa ter uma divisa clara e compreendida por todos.

A medição na porção Oeste, na região de Barracão, é mais complexa porque a divisa ali é definida pelo divisor de águas, diferentemente da linha reta no Leste. A revisão da divisa seguirá o divisor de águas, apesar das pequenas diferenças causadas pela imprecisão dos mapeamentos usados por cada estado.

Segundo a Secretaria de Estado do Planejamento de SC, os marcos históricos encontrados por Sandro não eram conhecidos pelos estados, pois estavam em uma área de vegetação densa. Seis marcos de divisa foram identificados com tecnologia avançada, resultando na alteração da área dos estados. Após análise técnica, concluiu-se que a área de 490 hectares, equivalente a 490 campos de futebol, agora pertence a Santa Catarina.