Epagri inaugura hoje nova estrutura em Canoinhas 

A Estação Experimental e a Gerência Regional da Epagri em Canoinhas passam a funcionar em nova estrutura física, onde era a Universidade do Contestado. A inauguração será hoje,18 de abril, às 14h em cerimônia no Centro de Eventos da unidade. 

Segundo o presidente da Epagri, Dirceu Leite, o local é  amplo e mais adequado para a realização dos trabalhos de  pesquisa agropecuária e extensão rural.
– 65 funcionários das unidades, que atendem todos os municípios da região desenvolvem os trabalhos.
Em breve o Centro de Treinamento da Empresa também vai ocupar o novo espaço. 

“Através desta parceria com a Universidade do Contestado estamos modernizando o atendimento e melhorando a qualidade dos serviços” , afirma o presidente. A região se destaca pela produção de erva-mate, grãos, florestas plantadas e tabaco.

Assistência aos agricultores

Segundo o gerente regional da Epagri em Canoinhas, Getúlio Tadeu Tonet, em 2023 as ações de extensão rural da Empresa na região atenderam 7.436 famílias rurais, capacitaram 1.628 produtores e possibilitam o acesso dos agricultores a mais de R$13,6 milhões em recursos públicos para financiamento das atividades produtivas nos empreendimentos rurais. 

A região também conta com uma das indicações geográficas do Estado, a erva-mate do Planalto Norte Catarinense. Esta foi a sétima IG conquistada por Santa Catarina. Coube à Epagri produzir a documentação necessária para solicitação do registro, bem como fazer a delimitação geográfica da área de abrangência da IG.

Pesquisa para o desenvolvimento do Planalto Norte

A Estação Experimental de Canoinhas (EECan) atua desde 1989 para o desenvolvimento sustentável do Planalto Norte Catarinense por meio da geração, adaptação e difusão de tecnologias agrícolas, além disso, nesses 35 anos, desenvolveu trabalhos relacionados ao uso agrícola de resíduos das indústrias de papel e celulose, manejo de pastagens perenes, avaliação de culturas alternativas para produção de biodiesel, integração lavoura-pecuária, produção animal em remanescentes florestais (caívas),  manejo das culturas de milho e feijão, agroecologia e erva-mate.

O gerente da EECan, Gilcimar Adriano Vogt, destaca que atualmente a unidade desenvolve projetos de pesquisa com foco em manejo de erva-mate em áreas sombreadas com ênfase à promoção da Indicação Geográfica, sistemas agroflorestaismanejo de pastagens em caívas, uso de produtos alternativos para melhoria da qualidade do solo e avaliação de genótipos de grãos e pastagem.