Santa Catarina melhora desempenho na exportação de carnes

Em abril, Santa Catarina alcançou os melhores resultados do ano na exportação de frangos e suínos. O estado exportou 173,2 mil toneladas de carnes de frangos, suínos, perus, patos e marrecos, bovinos, entre outras.

Em receitas, o estado exportou US$ 358,3 milhões, apontando então um crescimento de 15,5% em relação às exportações de março. No acumulado do 1º quadrimestre, Santa Catarina exportou 631,7 mil toneladas de carnes. Esse resultado representa uma alta de 5,3% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Suínos

Santa Catarina foi responsável por 57,6% da quantidade e 59,7% das receitas das exportações brasileiras de carne suína dos quatro primeiros meses deste ano. O estado exportou 60,5 mil toneladas de carne suína in natura, industrializada e miúdos, alta de 14% em relação aos embarques do mês anterior. As receitas de abril foram de US$ 138,7 milhões, alta de 18,1% na comparação com as do mês anterior. 

A maioria dos principais destinos ampliou as aquisições em relação ao primeiro quadrimestre de 2023, com destaque para:
Filipinas (altas de 89,7% em quantidade e de 78,8% em receitas), Japão (101,8% e 94,0%) e Coreia do Sul (190,2% e 257,0%). 

Por outro lado, a China registrou queda de 40,1% em quantidade e 51,9% em receitas na comparação entre o primeiro quadrimestre deste ano e o mesmo período de 2023. Com isso, a China perdeu a liderança do ranking das exportações catarinenses de carne suína, posição que ocupava desde 2018. O principal destino, atualmente, são as Filipinas (22,7% das exportações do estado).

Frango

Além disso o estado foi responsável por 24,3% das receitas geradas pelas exportações brasileiras de carne de frango nos quatro primeiros meses deste ano. Em abril, Santa Catarina exportou 104 mil toneladas de carne de frango com alta de 10% em relação aos embarques do mês anterior e de 19,7% na comparação com os de abril de 2023. As receitas foram de US$ 200,7 milhões, crescimento de 11,9% em relação às do mês anterior e de 9,2% na comparação com as de abril de 2023.